É fundamental saber que estas vagas, como em qualquer outro setor do mercado, exige algumas habilidades dos candidatos além dos quesitos técnicos de cada função

Sempre tem aquela conversa de que mesmo em tempos de crise o setor de alimentação acaba se salvando no Brasil. É por isso que muitos tentam a sorte buscando trabalho neste nicho, seja com restaurantes e lanchonetes ou com cozinha industrial.

E qual é a realidade deste setor?

Eliane Catalano, Coordenadora de Recrutamento e Seleção da NOSSA Gestão de Pessoas e Serviços, explica que no tocante ao processo seletivo de pessoal, o setor de gastronomia realmente continua aquecido mesmo com crise. “Estamos tendo demanda para cozinheiros e auxiliares. E as vagas estão vindo de diversos segmentos como cozinha industrial e restaurantes”.

E já que muitas pessoas acabam optando por entrar neste setor (como cozinheiro, garçom, atendente de caixa, nutricionista, etc), é fundamental saber que estas vagas, como em qualquer outro setor do mercado, exige algumas habilidades dos candidatos além dos quesitos técnicos de cada função. Dentre as principais, Eliane destaca:

  • Qualidade no atendimento ao cliente
  • Saber se comunicar
  • Possuir uma boa apresentação pessoal
  • Saber trabalhar em equipe – e gostar

Onde está a demanda?

Thaisa Batista, responsável pela Qualidade da NOSSA Gestão de Pessoas e Serviços, aponta onde está a variação deste mercado e quais são as dificuldades para encontrar pessoal especializado:

“Estas demandas para o setor de cozinha são um grande desafio por serem um pouco mais complexos de serem feitas. Trazer este público para o processo de seleção é um pouco mais difícil. Nem sempre estes trabalhadores terão um currículo informatizado, que é o meio que o mercado demanda hoje” explica Thaisa.

Para driblar este obstáculo, o trabalho de seleção é realizado através de indicações – até mesmo de restaurante, perguntando nas cozinhas de outros locais se alguém conhece alguém que esteja disponível para fazer esta recolocação. Acima de tudo, experiência é um quesito fundamental para trabalhar neste setor na opinião de Thaisa.

“O ideal é que cada candidato tenha o seu currículo atualizado nos meios eletrônicos, mas se isso não for possível o caminho indicado é fazer o cadastro pessoalmente ou indicar algum conhecido diretamente na RH Nossa” explica a Coordenadora.

Fonte: RH Nossa

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry