A geografia da Grécia influenciou muito os hábitos alimentares de seu povo, com uma região rochosa e montanhosa e com ventos marítimos, as oliveiras perfeitamente adaptadas ao solo pobre e difícil para a agricultura foi e é parte integrante da cultura grega – as parreiras também, muito bem nos campos e orla marítima, excelentes uvas e azeitonas cultivadas. Por isso, a cultura  dos vinhos e do azeite desde a antiguidade.

A topografia grega com esse terreno tão acidentado, também contribuiu para a adaptação de ovinos e caprinos. Criavam também cavalos e bois, mas somente os ricos podiam cultivar as oliveiras porque a espera era de 15 anos para sua primeira colheita das azeitonas.

No século IV A.C não havia cozinheiros, anfitriões ou escravos que preparavam os alimentos, mas com o passar do tempo surgiram os padeiros/cozinheiros que desenvolveram e acumularam funções, tornando-se respeitados e muito bem remunerados. Foi na Grécia antiga que então, surgiu a panificação artística, muito mais elaborada do que no Egito.

Pães foram ganhando refinamento, feitos com farinha de trigo, cevada ou aveia aos pães adicionavam, azeite , queijo, mel, sementes, frutas ,ervas e especiarias. Já naquela época eram largamente usadas: alecrim, anis, louro, orégano e outras ervas. Pães podiam ser doces ou salgados.

Sócrates e Hipócrates implantaram na cultura grega, moral e higiene à mesa.

A base da alimentação era a cevada ou trigo cozido, que misturados com água, azeite e mel tinham a consistência de um mingau.

Gregos tinham como principal fonte de alimentos: peixes, queijos, o leite de cabra, de ovelha, porcos, cevada, azeitonas, legumes, uvas e trigo.

“Os condimentos também tem uma grande importância na historia da alimentação humana. O homem primitivo, como o atual, desejava alguma coisa alem do alimento em si, foi o sabor que desenvolveu a arte de comer e a de beber.” (SAVARIN, BRILLAT)

A confeitaria grega era rica e variada e utilizava em suas preparações: trigo, mel, azeite, pinhões, nozes, tâmaras, semente de papoula e amêndoas. Uma confeitaria tão antiga que ainda hoje executada e muito similar com a encontrada no norte da África nos países árabes e no oriente.

Os gregos criaram várias técnicas de preparação culinárias e foram encontrados por arqueólogos, registros de algumas escolas de culinária em Atenas.

Mercadores gregos que viajavam por todo o mediterrâneo, trocavam cerâmicas, joias esculturas, lã, azeite, por cereais, queijos carne de porco e especiarias.

O termo gastronomia o (o estudo das leis do estomago) foi criado na Grécia.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
24281444113