Café ou chá? Qual é melhor para a saúde? Muitas pessoas ficam na dúvida entre os prós e os contras das duas opções, mas a verdade é que ambas possuem benefícios comprovados – e seus efeitos são até mesmo bem parecidos.

Então, na hora de escolher, não tem problema seguir o gosto pessoal. No entanto, não se esqueça de alguns cuidados para evitar excessos e aproveitar apenas o lado bom das bebidas.

Mais disposição

Quando a questão é a quantidade de cafeína e os seus efeitos para dar mais disposição, nem sempre o resultado é óbvio. Com base na sua composição, uma xícara de café de filtro possui entre 80 e 115 miligramas de cafeína, enquanto a mesma quantidade de chá contém metade da dose da substância, cerca de 40 miligramas.

Porém, não é só isso que deve ser levado em consideração. De acordo com um estudo feito pela Unilever, na Grã-Bretanha, as duas bebidas promovem o mesmo efeito de alerta, conforme as horas passam. Inclusive, ao ingerirem uma dose dupla de chá, as pessoas ficaram até mais dispostas e atentas, mostrando que a bebida se mostrou mais eficiente que a outra opção.

Com isso, foi concluído na pesquisa que não é apenas a dosagem de cafeína que importa. Até mesmo as expectativas do consumidor ajudam a determinar o seu estado de atenção. A mistura de sabores e odores também pode contribuir para despertar os sentidos.

Qualidade do sono

As maiores diferenças entre as bebidas apareceram em outro fator: a qualidade do sono. Ao comparar pessoas que consomem as duas alternativas ao longo de um dia, pesquisadores da Universidade de Surrey, na Grã-Bretanha, confirmaram que quem é fã do cafezinho tem mais dificuldades para dormir à noite.

Isso ocorre porque a maior concentração de cafeína presente na bebida faz com que a substância permaneça mais tempo no organismo. Já os consumidores de chá tiveram uma noite de sono de mais qualidade.

Benefícios para a mente

Quando o assunto são os benefícios para a mente, ambas as opções mostram um efeito calmante. Um estudo da Universidade College London indica que quem consome chá tende a mostrar reações fisiológicas mais tranquilas a situações perturbadoras. Em geral, beber três xícaras por dia diminui o risco de depressão em 37%, em comparação com quem não consome nenhum tipo de chá.

O café também tem indícios de que possa contribuir para proteger contra distúrbios mentais no longo prazo. Uma análise de estudos científicos envolvendo mais de 300 mil voluntários, publicada no Australian & New Zealand Journal of Psychiatry, revelou que uma xícara diária ajuda a diminuir o risco de depressão em 8%.

Cuidados ao consumir as bebidas

Qualquer que seja a opção escolhida, devem-se tomar cuidados na hora do consumo. O principal deles é não exagerar na dose. Para manter os efeitos positivos do cafezinho, é indicado consumir de uma a três xícaras por dia.

No caso dos chás aromáticos, a recomendação é tomar de três a quatro xícaras por dia. Já os tipos estimulantes, como o chá-verde, devem ficar restritos a três colheres de chá por dia.

Fonte: Culinária Terra

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários