Meus queridos leitores, eu sou a Sylvia, tenho 50 anos e será um prazer compartilhar com vocês minhas experiências de vida, bem como alguns conhecimentos que conquistei em minha jornada pelo mundo das ervas, dos chás, das plantas e como elas podem nos ajudar a ter mais disposição, saúde e até mesmo menos ansiedade.

Há muito tempo aprendi com um mestre que o chá é um “caminho” e eu iniciei esse caminho sem nenhum prévio conhecimento na década de 70, quando comecei a me interessar por plantas, em especial aquelas que poderiam nos trazer um conforto e bem-estar.

Então, comecei a ler sobre elas e ganhei um livro da coleção “Plêiades” do filósofo Plínio onde ele citava as plantas e suas virtudes. A partir daí estudei biologia e a botânica, também muito especial.

Tive a oportunidade de ter mestres maravilhosos. Anos depois, indo trabalhar a convite de uma amiga numa das mais belas livrarias “A Francesa”, onde comecei a ler Steiner e Goethe. Confesso que não foi nada fácil ler Steiner em Francês, mas um de seus livros falava de agricultura biodinâmica e por incentivo da leitura, fui fazer a agricultura orgânica, com o intuito  de aprender mais sobre as plantas medicinais.

Essa agricultura me fez rever os vários modos de vida,  pois tinha muita vontade de plantar, colher e tomar os chás. Essa agricultura, na época dita diferenciada, cuidava do solo para que este respondesse de maneira mais vital e saudável. Orientada por Rudolf Steiner se falava de um organismo vivo onde o solo estava em conexão direta com o Cosmos, de um micro e de um macro organismo – e assim fui gostando muito do que fazia e dentro dessa filosofia eu ia conhecendo melhor as plantas.

Um professor farmacêutico, muito especial, falava dos medicamentos para a terra e para o homem e isso me encantou. Então, lá fui eu para casa com o propósito de estudar farmácia. A minha maior sorte é que ninguém da minha casa me impedia de voar, todos sem, exceções, me ajudaram e apoiaram.

Estudei farmácia, me especializei em homeopatia, mas as raízes com a antroposofia foram mais fortes. Com isso, trabalhei na Weleda por muitos anos, tive mestres maravilhosos, que me ensinaram que essa medicina ensina como cuidar.

Mesmo com toda essa trajetória, o chá ainda estava muito forte em meu pensamento e quando uma das minhas filhas se formou, saímos para essa nova profissão.

Convido vocês agora a acompanharem esta minha coluna, onde irei compartilhar um pouco mais do que faço todos os dias.

  • Como fazer um chá gostoso?
  • Quais plantas podemos tomar?
  • Qual a medida certa para cada xícara de chá?
  • Como comprar uma planta e ter certeza de que ela é de boa procedência?

Através do Foodjobs, vocês podem participar e interagir comigo através dos comentários.

Está sendo um grande prazer estar aqui com vocês.

Sylvia

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
228