Vinte cozinheiros do mundo inteiro estão concorrendo ao Basque Culinary World Prize, que irá premiar chefs que buscam transformar a comunidade onde vivem por meio da gastronomia. Dentre eles estão os brasileiros David Hertz, da Gastromotiva, Manoella Buffara, do restaurante Manu e Teresa Corcão, do Instituto Maniva.

Um júri composto por chefs como o brasileiro Alex Atala, o italiano Massimo Bottura e os espanhóis Joan Roca e Ferran Adrià irá analisar o trabalho dos finalistas e escolher um vencedor. Cem mil euros serão dados ao escolhido, que deverá investi-los em um projeto social.

“Um prêmio que beneficia essas ideias é sensacional, pois dá esperança para quem faz e para quem recebe”, explica Manu Buffara, nomeada pelo trabalho junto a produtores na Ilha Rasa, em Curitiba, em que busca preservar ingredientes e métodos de cultivo tradicionais do local.

Se ganhar, David Hertz já sabe onde investir o dinheiro: qualificar 120 pessoas para o mercado gastronômico, além de abrir uma nova sede da Gastromotiva e trabalhar a educação e segurança alimentar por meio de workshops em escolas públicas.

Todos os finalistas foram indicados por outro profissional que trabalha com gastronomia e têm algum envolvimento com instituições beneficentes, como o americano Daniel Boulud, que dá alimentos a pessoas idosas que não conseguem cozinhar.

Para Teresa Corção, o prêmio é uma ótima oportunidade para mostrar que gastronomia é muito mais do que técnica. A chef é fundadora do Instituto Maniva, que estimula uma nutrição melhor na sociedade e promove a ética e comunicação na cozinha e em toda a cadeia alimentar, de produtores a consumidores.

O resultado será divulgado no dia 11 de julho e uma festa de gala para premiação acontecerá em setembro.

Fonte: Comidas e Bebidas Uol

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários