Olá amigos,

Na matéria de hoje, irei conversar com vocês sobre uma parte muito importante dentro das empresas, mas que, infelizmente, muitas delas acabam não gastando tempo pensando sobre isso, que é a parte da negociação.

Como negociarmos melhor com os nossos fornecedores? Como podemos definir quem são os nossos fornecedores? Quem pode ser nossos parceiros? No caso, são pessoas interessantes em mantermos ao nosso lado, no nosso negócio.

À partir disso, também diferenciarmos quem são os fornecedores que podemos chamar de alavancáveis. Alavancável é aquele fornecedor que se em algum momento ele aumentou muito o preço, eu tenho no mercado outros fornecedores que podem me auxiliar, sem interferir na minha qualidade.

Por que é importante fazer isso? Porque muitas vezes nós damos o mesmo peso para todos os nossos fornecedores, e quando fazemos isso, cometemos um erro que é não diferenciar quem, de fato, são os importantes, e neste caso, o chamamos de Fornecedores Estratégicos. Esses são os fornecedores que eu devo manter comigo, dando-lhes uma atenção maior. Preciso ter com ele um vínculo e viver de fato uma parceria.

Em suma, tenho que saber: ‘Quem são os fornecedores que dentro da minha ideia de projeto, são as pessoas ou as empresas que serão os meus fornecedores estratégicos?’

Estratégicos neste caso, vem do princípio de: quem são pessoas, que se saírem do meu processo, ele irá parar? É aquele que é difícil repor, é difícil reconquistar outros com a mesma qualidade e que eu tenha a mesma confiança no mercado.

Visto isso, essa são as pessoas que eu devo gastar mais energia, conversar mais,  ter próximo dentro da minha empresa e que eu devo fazer uma reunião pelo menos a cada quatro meses para trocar alguns feedbacks.

Os demais, geralmente: papelaria, plástico, guardanapo, papel toalha, entre outros, são fornecedores que nós temos muitos outros dentro do mercado, e que não devemos gastar tanta energia, apenas nos atentar a prazo e qualidade.

Faço questão de frisar isso, pois muitas vezes a nossa preocupação dentro do nosso negócio, da nossa empresa é vender bem e atendermos bem o nosso cliente; Com isso, gastamos pouco tempo nesse planejamento estratégico.

Afinal, quem são essas pessoas, e quem são essas empresas que eu devo de fato manter perto de mim e o quanto eu devo monitorá-los para que o meu processo não pare? E mais: Como eu devo pegar as informações de quanto eu já gastei, e com esses fornecedores negociar?  Isso é fundamental no momento da negociação.

Então, uma coisa que eu utilizo muito no meu dia-a-dia: Quanto eu gasto com cada fornecedor? Quanto eu já gastei com esse fornecedor?

Isso é imprescindível para que no momento em que eu for negociar com ele, eu mostrar esses números, para que ele perceba o quanto eu sou importante, e o quanto serei a cada vez que minha empresa crescer. Ou seja,  eu cresço e ele cresce junto comigo.

A ideia principal nessa hora, é parar e pensar estrategicamente.  Como eu posso fazer esse trabalho mensalmente, para que eu possa até mesmo economizar no momento de crise?

Não é se preocupar só com a venda. Mas sim, em comprar bem, comprar melhor.

Então, a minha dica final é:

Como podemos negociar melhor, para podermos passar por um momento de crise como o atual, e continuarmos a atender o nosso cliente com a maior qualidade, e olhar com mais tranquilidade para todo o processo?

O foco de todo empreendedor são três pontos:

Pessoas – Processo – Produto

Foco nisso!

Abraços.

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry