O Toki abriu as portas há pouco menos de um mês, na rua Artur de Azevedo. É um izakaya, como são chamados os boteco japoneses, bons para ir após o trabalho, para beber e comer bem sem gastar muito, em ambiente despretensioso. O Toki segue a risca o conceito, mas tem pegada mais moderna que os tradicionais, na Liberdade. A fachada é de vidro, o ambiente é despojado – com muito concreto e paredes amarelas – e sem referências orientais. Está mais para Nova York que para Tóquio.

O novo Toki tem ambiente é despojado – com muito concreto e paredes amarelas – e sem referências orientais. Está mais para Nova York que para Tóquio.

 

Mas, o indispensável balcão está lá. E comporta a maioria dos lugares da casa. Quem senta ali pode ver o preparo de boa parte dos pratos do enxuto cardápio – que recebe uma dose de inovação, ainda que respeite a culinária tradicional. O menu é forte em porções para beliscar, como as missô wings, asinhas de frango com molho adocicado de missô e gergelim (R$ 25), o guioza de kabochá (abóbora) com nirá (R$ 19), e o bun (sanduíches no pão chinês no vapor) de barriga de porco e maionese de sriracha (R$19).

Fonte: Estadão

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários