Sair com crianças pode ser um pedido para um passeio estressante, mas quem consegue entreter ou distrair os pequenos pode levar algumas boas vantagens pelo mundo. O dono de uma enoteca em Pádua, na Itália, oferece desconto de 13,5 euros (cerca de R$ 43) na conta de mesas com crianças educadas.

Ao jornal italiano Corriere della Sera, o empresário Antonio Ferrari afirma que a ideia foi inspirada na mesma ação em um restaurante de Miami e que em seu estabelecimento surgiu ao ver o “espetáculo” de cinco crianças tranquilas – importante: sem ajuda de tablets – enquanto seis adultos continuavam a conversar e a degustar suas taças de vinho.

O ato ganhou repercussão pelo mundo e, segundo Ferrari, não foi feito para publicidade: “Eu agi por instinto”, disse o dono do restaurante ao jornal. Antonio lembra que já teve alguns problemas com crianças mal educadas e que a resposta de muitos pais era que “o local é público e eles poderiam fazer o que quisessem”. Sem filhos, Antonio afirma que não é uma promoção ou oferta. Para ele, o desconto foi um simples ato de reconhecimento aos pais, pois imagina o quanto deve ser difícil controlar a energia das crianças. Além disso, ele vê como um incentivo aos adultos que queriam continuar aproveitando a vida, os bons vinhos e a boa comida sem medo de levar os pequenos junto.

Crianças em restaurantes já causou polêmica Em outubro de 2016, a apresentadora Raiza Costa gerou polêmica ao defender que os restaurantes impeçam a entrada de crianças. Sem mencionar o nome, ela apoiou a decisão do Brunch Cantareira, que publicou no Facebook que não permitiria mais a entrada de crianças menores de 14 anos em seu estabelecimento.

Mas o que devo fazer? Segundo especialistas ouvidos pelo UOL, o segredo para um passeio sem estresse está em impor limites, claro, mas também aguçar a curiosidade dos pequenos em relação à comida do lado dos estabelecimentos, além da firmeza dos pais e paciência de todos.

Fonte: Uol

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry