Ainda que a cultura ocidental certamente possua muitas virtudes e conhecimentos a oferecer, em se tratando da atual alimentação que, de modo geral, se consome no ocidente, é preciso admitir que a qualidade é sofrível. O excesso de gordura, açúcar, sal, conservantes, aromatizantes e outras químicas fez com que a pequena Torba, província forma pelas ilhas Torres e Banks, ao norte de Vanuatu, no Pacífico sul, declarasse guerra ao ocidente – ao menos ao seu cardápio: o governo pretende proibir qualquer comida ocidental na ilha.

Habitada por cerca de 10 mil pessoas, em sua maioria fazendeiros, Torba se vê atualmente sofrendo o que o governo local chamou de “uma infiltração de ‘junk food’ importado”. Segundo o conselho de turismo da província, “não há necessidade de se comer comida importada quando temos tantos alimentos locais plantados organicamente em nossas ilhas”. O consumo de comidas gordurosas e artificiais fez crescer em muito os casos de problemas de saúde por conta da alimentação – o que se torna ainda mais grave diante do isolamento das ilhas.

Uma campanha já começou, reunindo chefs locais e incentivando que nos hotéis e pontos turísticos sejam servidas somente comidas produzidas na ilha. A ideia é que a lei seja posta em prática em breve, e Torba se torne o primeiro conjunto de ilhas orgânico em 2020. Se viajar já faz bem à saúde mental, viajar para Torba trará benefícios à saúde como um todo.

Fonte: Hypeness

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários