Você já ouviu falar da acrilamida? Trata-se de uma substância que pode gerar alterações no organismo favorecendo assim o desenvolvimento do câncer. Adivinha onde ela está presente? No famoso e até aqui inofensivo pão na chapa.

Um verdadeiro patrimônio gastronômico do Brasil, o pão com manteiga esquentado na chapa pode estar com os dias contatos. Ou pelo menos seu consumo diário. Estudos realizados dão conta de que quanto mais tostados, maiores as chances do surgimento da acrilamida.

Resultado da combinação entre carboidrato, proteína, água e calor, a acrilamida aparece também nas bordas das pizzas, no café mais forte, na batata frita, naquela pele crocante do frango, em salgados e tortas. Ou seja, é muito difícil excluí-la da mesa.

O problema é que com a grande incidência de acrilamida no corpo crescem as possibilidades da mutação de células ou uma alteração do DNA. Fatores fundamentais para o surgimento do câncer. Para se ter ideia em algumas cafeterias da Europa os clientes já são alertados sobre a acrilamida em determinados alimentos. No Brasil o assunto ainda é desconhecido de boa parte da população.

De acordo Georgia Castro, engenheira de alimentos pela Universidade Federal de Viçosa, em  Minas Gerais, apesar dos riscos serem pequenos, a chave é priorizar vegetais crus e evitar o consumo de carnes ou o próprio pão na chapa com crostas ou sinais de queimaduras. Equilíbrio.

Fonte: Hypeness

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários