Para garantir uma alimentação fora de casa com qualidade nutricional, adultos e crianças podem levar para o trabalho, escola ou atividades extras lanches feitos em família. Juntar todos na cozinha, decidir a receita, escolher ingredientes, limpar os alimentos, cortar e cozinhar pode parecer complicado, mas especialistas garantem: o hábito de cozinhar em família pode ser tão saudável quanto a própria alimentação.

— A refeição preparada em casa dá a oportunidade de se fazer algo mais saudável, com alimentos naturais ou minimamente processados, aumentando a qualidade nutricional e diminuindo gastos com a alimentação fora de casa — diz a nutricionista Andrezza Botelho: — Sem falar da importância emocional de se cozinhar junto, com um momento para conversar e passar os hábitos alimentares de geração para geração.

Para quem reclama da rotina pesada, o jeito é se programar para poupar tempo na hora do preparo. O nutricionista Matheus Motta, do Vigilantes do Peso, aconselha deixar verduras, legumes e frutas lavados e cortados, separados em potes na geladeira. O mesmo pode ser feito com a carne: separá-las em porções fica mais fácil na hora de descongelar.

Preparação deve começar no fim de semana

A dica do nutricionista Matheus Motta, do Vigilantes do Peso, é que a família aproveite o fim de semana ou dias de folga para organizar as preparações, colocando os produtos em potes na geladeira ou no congelador, para ter opções prontas para comer ao longo da semana.

Em casa onde tem criança, a atenção quando o assunto é comida deve ser redobrada: mesmo sem saber, pois os pais são influenciadores na alimentação dos filhos e podem definir seus hábitos na vida adulta.

— Quanto mais variedade oferecida na infância, maior será a variedade na fase adulta. Não basta os pais oferecerem, eles precisam ser o exemplo. Pais que não comem coisas saudáveis dificilmente educarão os filhos assim — diz a nutricionista Vanessa Gama, da Clinica Benesse.

Fonte: Extra.Globo

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários