Quando se fala em comida exótica, logo pensamos em insetos no espetinho ou escargot. No entanto, o que a gente acha estranho ou nojento é parte do menu em muitos outros lugares do mundo — e, às vezes, é considerado iguaria das mais caras e refinadas. Conheça alguns que podem até ser saborosos:

milho-huitlacoche-1490041125464_v2_300x300

Huitlacoche

Alguns chamam de caviar mexicano, por conta do preço e da dificuldade para se obter — enquanto outros chamam de praga, mesmo. O huitlacoche é uma espiga de milho contaminada pelo fungo Ustiligo maydis. Quem já comeu o ingrediente diz que ele tem sabor parecido com trufas.

 

 

escamoles-1504017030528_v2_300x300

Escamoles

Outro ingrediente diferente no prato dos mexicanos: larvas de formiga. Os escamoles crescem nas raízes das plantas de agave (matéria-prima da tequila) e são, em geral, fritos com manteiga e temperos e servidos em tacos, omeletes ou ainda acompanhados por guacamole e tortillas.

 

 

haggis-1428596917332_300x300

Haggis

Pode-se dizer que é o primo escocês da buchada de bode. Trata-se do estômago de ovelha recheado com uma mistura dos miúdos do animal (em geral pulmões, coração e fígado) com aveia, cebola e temperos. Servido com batatas e nabos (e uma dose de uísque opcional), o prato faz parte do menu de uma das festas mais simbólicas da Escócia, a Burns Night, em 25 de janeiro, que celebra Robert Burns, principal poeta do país.

queijo-casu-marzu-1484334337135_v2_300x300

Casu marzu

Queijo de ovelha típico da região da Sardenha (Itália) e da Córsega (França), ele tem um ingrediente de virar o estômago: larvas vivas de insetos. As larvas são adicionadas de propósito quando o queijo é produzido — são elas que ajudam a fermentar o produto. Consumir ou não as larvas junto com o queijo é opcional — quem come jura que o ingrediente é afrodisíaco e, apesar de nojento, não causa problemas para o corpo humano.

shiokara-getty-1504029796048_v2_300x300

Shiokara

Esse prato de origem japonesa é feito com peixes ou frutos do mar fermentados em suas próprias vísceras até formarem um caldo viscoso, servido com arroz. O ingrediente mais comum são lulas, mas o prato também pode ser feito com atum, siri ou salmão. O resultado é um prato com odor bem forte e paladar muito salgado.

 

sashimi-de-cavalogetty-1443130566591_v2_300x300

Sushi de cavalo

Carne de cavalo é um sucesso em alguns países da Europa — principalmente na Itália, onde é servida como carpaccio, em cozidos e até salame — e no Japão. No arquipélago asiático, o chamado “sakuraniku” (traduz-se como “carne de cerejeira”, por causa de sua cor bem vermelha) é uma iguaria para poucos, servido na forma de sashimi ou espetinhos.

 

ovo-centenario-getty-1441223756027_v2_300x300

Ovo centenário

É uma iguaria chinesa que consiste em um ovo de pato, galinha ou ganso que é enterrado em um “casulo” feito com argila e cal por vários meses. O ovo acaba transformado por completo — a clara fica verde-escura e a gema ganha um ar gelatinoso e — dizem — sabor parecido com queijo.

Fonte: UOL

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários