Poucos lugares conjugam a total informalidade e despojamento e, ao mesmo tempo, um espírito luxuoso e elegante quanto a praia. Ponto de encontro de todas as classes, origens, cores e credos em cidades como, por exemplo, o Rio de Janeiro, a praia é o popular e o pomposo reunidos sem fronteiras em uma mesma faixa de areia. Foi essa reunião que moveu o empreendedor Ruan Nemeczyk a desenvolver o produto que mudaria sua vida: o champlé, um sacolé de espumante.

Chample7

Vindo do morro da Mangueira, no Rio de Janeiro, Ruan conhecia bem os sacolés tradicionais, feitos de suco de frutas, sempre vendidos em uma ou outra casa. O Champlé de Ruan também traz o sabor da fruta, mas tendo no toque refinado (e alcoólico) do espumante sua grande arma secreta. O Champlé, portanto, nada mais é do que um blend de frutas com espumante – a tacinha de plástico fica de presente para o consumidor.

Chample6

Tudo começou, porém, do desejo de fazer uma viagem com sua noiva à Grécia, e da certeza de que, com o salário que recebia como contador antes de criar o Champlé, essa viagem jamais seria possível. Ele então teve a ideia, e resolveu testá-la.

Chample1

Para colocar a receita que havia desenvolvido para seu sacolé de espumante à prova, Ruan levou 70 unidades para serem vendidas em um bloco pré-carnaval no Rio, em 2015 – e assim começou sua lenda pessoal: segundo Ruan, bastou levantar a placa anunciando o Champlé para que as 70 unidades fossem vendidas em menos de 40 minutos.

Chample10

O produto então ainda se chamava Chandonlé, mas diante do sucesso de Ruan – que escreveu à empresa avisando de seu produto assim que o desenvolveu – a fabricante de espumantes francesa não ficou exatamente satisfeita com o uso de seu nome, e depois de diversas reuniões com a diretoria da Chandon, a parceria acabou não acontecendo, e Ruan teve de mudar o nome de seu produto. Melhor assim: nascia o Champlé.

Chample12

Desse primeiro bloco, Ruan correu pra casa, pra começar a preparar uma nova leva para o dia seguinte – e não parou mais. O objetivo foi encontrar uma boa receita, que tirasse o preconceito sobre o sacolé, e misturasse de forma saborosa e interessante, o refinamento da bebida de luxo e o sabor e a diversão despojada do produto popular. O sucesso foi imediato, e do carnaval Ruan migrou para as areias da praia, onde o êxito de seu Champlé só se confirmou. Somou a venda de sacolés de espumante nas areias cariocas ao seu trabalho como contador, nos finais de semana inicialmente, principalmente na Praia do Leblon

Chample3

Depois de um ano e meio de sucesso nas praias cariocas, a possibilidade de crescer ainda mais parecia chamar Ruan, e ele decidiu que era hora de mais uma vez sair de sua zona de conforto. Se os limites da areia já não eram suficientes para o empreendedor, ele então entendeu que era hora de abrir sua própria loja física e abandonar a contabilidade. Foi aí que surgiu a Baby Beach, sua champanheria, em julho do ano passado. A loja foi aberta na Cadeg, o mercado municipal do Rio de Janeiro, localizada no bairro de Benfica, tornando-se a primeira champanheria da Zona Norte.

Chample2

Hoje, a presença de Ruan com seu isopor de Champlé nos ombros, nas areias do Rio, é mais rara e sazonal, saindo da loja com mais frequência para oferecer seu produto em eventos e casamentos do que diretamente para bater pé na praia.

Chample5

E o sucesso da champanheria na Cadeg levou, um ano depois de sua abertura, ao surgimento da primeira franquia da Baby Beach, num lugar bastante apropriado: em Búzios, famoso município repleto de praias na região dos lagos do estado do Rio.

Chample4

Foi essa incrível história de empreendedorismo, boas ideias e determinação que Ruan levou ao Shark Tank Brasil – Negociando com Tubarões. Seduzir os investidores do programa a entrarem de sócios no seu desejo de expandir tanto o Champlé quanto a Baby Beach com seu blend de espumante e frutas foi parte da sua tática. Pra saber mais sobre essas e outras ideias de negócios geniais, só mesmo toda quinta-feira, a partir das  20h, no Canal Sony.

Chample9

E a viagem pra Grécia? Bem, segundo Ruan, justamente o sucesso de seu produto por enquanto impediu que a viagem acontecesse. Mas ele garante que, passados alguns anos sem nenhum final de semana livre desde que criou seu Champlé, sua noiva será devidamente recompensada em breve, com a viagem de seus sonhos – regada a muito espumante.

Chample13

Fonte: Hypeness

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry