Em cada continente e seus movimentos migratórios, a cultura desses grãos foi se espalhando e a evolução da humanidade pode ser resumida  em grande parte ao domínio do cultivo dessas plantas, que assim foram chamadas:

Civilização do arroz– Ásia e Oceania

Civilização do milho – Américas

Civilização do trigo – África e Europa

Trigo

O Egito floresceu graças à fartura de grãos cultivados à margem do Rio Nilo. Trigo, cevada, sorgo, aveia foram os primeiros grãos com o maior domínio de técnicas de cultivo.

O trigo, desde a pré-história, já fazia parte da base da alimentação. Mas, foi no Egito que o domínio da cultura desse grão floresceu e o primeiro pão que se tem noticia foi desenvolvido nessa região.

Os faraós usavam o trigo como moeda. Camponeses ganhavam três pães e dois jarros de cerveja como pagamento por um dia de trabalho.

Em tumbas egípcias dos faraós, foram encontradas: massas, mel, frutas, carnes, pães e cerveja.

A alimentação para os ricos era farta e muito variada, além de pães, o trigo era o grão preferido, alimentavam-se de animais de criação, pescados, caça, frutas frescas, secas e cerveja. Mas para os homens comuns, a alimentação consistia da caça, pesca, animais de criação, a cevada na forma de mingau, pães e a cerveja.

Para o povo egípcio a longevidade dependia da mesa farta e de uma boa alimentação e a falta de apetite era considerada uma doença.

Eles já possuíam o domínio sobre varias plantas medicinais e a alimentação era utilizada como forma de prevenção e tratamento de doenças.

Arroz

Base da alimentação de aproximadamente dois terços da população mundial, sendo o cultivo mais importante de vários países, principalmente na Ásia e a Oceania.

O cultivo do arroz é tão antigo quanto à civilização. Historiadores acreditam que este cereal seja originário da China, Índia e Oceania.

Descobertas arqueológicas na China e na Índia indicam que o arroz existe há 7000 anos.

Usado em cerimônias, onde o Imperador semeava o arroz, remontam a 2822 a.C, e são as referencias mais concretas existentes.

O arroz então disseminou-se pelo mundo antigo, e foram encontradas informações sobre ele entre escritores gregos e romanos.

Os mouros levaram o arroz para península ibérica onde de “arous” no idioma árabe, transformou-se em arroz pelos portugueses e espanhóis. A partir daí difundiu-se pela Europa, sobretudo na Itália no século xv nas regiões da Lombardia,Veneto e Piemonte.

Nas Américas o arroz fazia parte dos alimentos trazidos nas naus da época do descobrimento do Brasil, e foi citado na carta de Pero Vaz de Caminha, fazendo parte também dos alimentos que foram oferecido aos índios quando Pedro Álvares Cabral aqui chegou.

Milho

O milho era conhecido pela civilização pré-colombiana como o alimento dos homens e deuses.

O terceiro cereal mais importante do mundo, depois do trigo e do arroz, garantiu a sobrevivência de grandes populações por seu poder nutricional.

Os homens que cultivavam o milho necessitavam de apenas 50 dias de trabalho ao ano, o que permitiu que esses povos pudessem trabalhar na construção de grandes obras arquitetônicas.

Os Maias, Astecas e Incas usavam o milho na forma de farinha (fubá), em sua alimentação em mingaus ,pães, bolos ,tamales ( uma espécie  de pamonha ).Esses povos tinham uma relação mística e intensa com esse cereal.

Mesmo em luxuosas refeições dos lideres, o milho era presença obrigatória, o sal e a pimenta também acompanhavam as preparações junto com bebidas fermentadas feitas a partir do milho, que ainda hoje são feitas pelos povos andinos atualmente.

A durabilidade e a fácil conservação para o transporte do milho contribuíram para que Colombo leva-se o milho da America para a Europa.

 

 

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
11011