Três vezes por ano, o presidente do Burger King no Brasil vai fritar batatas nos restaurantes. Não só ele, todos os funcionários da equipe corporativa, do estagiário ao diretor, passam o dia cuidando da chapa, da montagem de hambúrgueres e do caixa.

A ação, chamada “Gente que Faz”, ocorre de duas a três vezes por ano desde 2014, para envolver as duas frentes de trabalho e levantar sugestões de melhorias no fast food.

A última edição aconteceu no último sábado, dia 14 de maio, e envolveu mais de 220 pessoas, quase toda a equipe corporativa do país. Só não participaram aqueles que estavam de férias e equipes que precisam estar disponíveis 24 horas por dia.

A ação acontece justamente em um sábado, dia de maior movimento e cada participante do programa é acompanhado de um supervisor.

Para Márcia Baena, diretora de gente e gestão da rede, o Burger King não quer ter uma equipe que “trabalhe sempre no ar condicionado e pise no carpete”, mas que de fato conheça o trabalho e as dificuldades do dia a dia no fast food.

“Quando eles vivem o cotidiano do restaurante, percebem que processos que desenhamos aqui no escritório podem não dar tão certo na ponta final”, disse ela – que passou o sábado montando bandejas com lanches.

Como a sede corporativa do Burger King fica em São Paulo, a maioria dos colaboradores foi direcionada a alguma unidade na cidade. Mas a ação também ocorreu no Rio de Janeiro, Sorocaba, Campinas e Salvador, onde há equipes de campo.

Além dessas ações anuais, todos os colaboradores passam dois dias nos restaurantes durante a sua integração, assim que chegam à companhia.

Melhorias

Ao voltar para seu trabalho normal, eles tentam colocar em prática as ideias que tiveram durante o dia. Um exemplo foi em relação à vitrine de brindes dos lanches infantis. A altura foi adaptada para ficar mais baixa, na direção dos olhos das crianças.

Além disso, os funcionários notaram que os clientes tinham dificuldade de distinguir o tamanho das embalagens de batatas fritas.

Por isso, a equipe de marketing mudou a embalagem da batata pequena para um papel mais mole. A batata média ganhou uma embalagem cartonada colorida e a porção grande ganhou uma embalagem branca com um sorriso.

Não está sozinha

A rede Burger King não é a única a realizar ações desse tipo.

A Telefônica Vivo envia gerentes, diretores e até vice-presidentes para as operações de base por dois dias, para diminuir a distância hierárquica e identificar problemas no dia a dia que podem passar despercebidos.

Eles passam por lojas, instalação de internet e até pelo call center como parte do programa Cliente em Foco.

O mesmo aconteceu no restaurante norte-americano Olive Garden. A ideia de fazer com que a diretoria trabalhasse servindo as mesas partiu de um fundo de investimentos, depois que a rede foi alvo de críticas pelo seu atendimento e cardápio.

Fonte: EXAME.com
Crédtio da foto: Radu Bercan / Shutterstock.com

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comentários

comentários